Por que ser mãe|pai não é considerado trabalho?

Quando perguntamos às pessoas se colocariam que são mães|pais no CV, a maioria respondeu que isso não é um trabalho.

De fato, foi comparado com o estado civil (se não coloco que sou casadx por que colocar que sou mãe|pai?), como hobbies ou outras atividades.

Embora as práticas parentais sejam significativamente diferentes de cultura para cultura, as tarefas estruturais surgidas na relação pais|mães e filhos são semelhantes: assegurar a sobrevivência e o desenvolvimento da criança, ou resumidamente: cuidar da criança.

Ser pai|mãe é ser cuidadorx. Ser cuidadorx não é um tipo de trabalho?

Afinal, o que é considerado trabalho em nossa sociedade?

…a babá que cuida de crianças, não está trabalhando?

…a professora que cuida das crianças, não está trabalhando?

…o pai, a mãe que cuida das crianças, não está trabalhando?

…todo trabalho é remunerado?

…as atividades não remuneradas têm impacto na sociedade ou na economia?

Sim, o cuidado das crianças é trabalho e para mães e pais é trabalho não remunerado.

E tem grande impacto na economia:

O valor do trabalho de cozinhar, limpar, cuidar de de crianças e dar atenção a pessoas idosas, representa entre 10 e 39% do PIB dos países, de acordo a ONU Mulheres.
Pode pesar mais na economia de um país do que pesam a indústria manufatureira ou a do comércio.

O trabalho de cuidado não remunerado e o trabalho doméstico suprem carências em matéria de serviços públicos e infraestrutura, e são realizados majoritariamente por mulheres.

E tem grande impacto na sociedade:

75% de todo o trabalho não remunerado (cuidado de crianças e da casa) é assumido apenas pelas mulheres, de acordo a empresa de consultoria McKinsey.

É uma barreira para o avanço na igualdade de participação no mercado de trabalho e na igualdade de remuneração.

Esta sobrecarga é o fator que mais compromete projeção profissional da mulher, apesar dos avances em educação e empregabilidade, segundo a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Então, o que você pode fazer para mudar isto hoje?

Vamos começar tornando visível este trabalho.

Vem fazer parte deste movimento e inclua a maternidade no seu perfil profissional.

Como?
Pensamos algumas dicas para te ajudar a tornar a Maternidade Visível


Fontes: Fundação Cecilia Souto Vidigal. ONU Mulheres. Banco Mundial. OECD. ILO. McKinsey.

%d blogueiros gostam disto: